sábado, 30 de dezembro de 2017

Menores armados assaltam comércio em Acopiara

Dois menores assaltaram na manhã desta sexta-feira(29) um comércio no centro de Acopiara. Segundo a Polícia Militar em contato com a TV Centro Sul, dois menores chegaram ao local e anunciaram o assalto, um deles estava armado com um revólver.
A ação durou alguns minutos, os infratores roubaram uma quantia em dinheiro não divulgada e um celular, Logo após, os dois fugiram do local em uma moto.
A Polícia Militar afirma que ambos já foram identificados pelas vítimas e diligências acontecem neste exato momento na tentativa de apreender os acusados.
Fonte: Iguatu.net

Médico é preso suspeito de praticar assalto em Juazeiro do Norte, no Ceará

Três homens foram presos, entre eles um médico, suspeitos de assaltar uma mulher em Juazeiro do Norte, no Ceará. Wildeangeles Silva, 30, está na Cadeia Pública de Juazeiro, por ter roubado dinheiro e celular da vítima, junto com outros dois homens.

De acordo com o delegado que atendeu a ocorrência, Dênis Ferraz, os três suspeitos foram encontrados logo após o crime em um motel, em Barbalha. Com eles, a polícia apreendeu três pedras de crack, que seriam para uso próprio.

Logo após o assalto, a vítima registrou Boletim de Ocorrência na delegacia, e a polícia saiu em busca dos suspeitos. Os homens foram localizados ainda com o veículo utilizado no crime, uma BMW.



Defesa nega crime


Segundo o advogado do médico, Jorge Luiz Pereira, Wildeangeles é dependente químico e havia saído há pouco de uma clínica de reabilitação. O advogado afirma que o médico não praticou o assalto.

"Infelizmente, essa dependência vem causando esses atos destrutivos na vida dele, na vida profissional dele e na vida da família, que está em estado lamentável", comentou.



O delegado informou que os suspeitos podem responder por roubo e associação criminosa.
Fonte: G1/CE

Operação de réveillon nas estradas cearenses contará com 400 policiais

Mais de 400 policiais militares participam da operação "Bem-vindo 2018", organizada pelo Batalhão de Policiamento Rodoviário (BPRE) para garantir a segurança dos veículos que trafegarem nas rodovias cearenses no fim do ano.

A operação teve início às 17h desta sexta-feira (29) e seguirá até as 22h de segunda-feira (1º). Ao todo, serão 416 agentes em serviço, além de 54 viaturas, 52 motos nas fiscalizações e 20 guinchos. Haverá policiais trabalhando em 25 postos fixos e 58 postos avançados, com ações ostensivas em parceria com os agentes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Segurança nas CEs

O objetivo principal da operação é proporcionar a segurança nas CEs, focando nos veículos que vão se deslocar para as praias e regiões serranas. Além disso, a ação do BPRE também visa prevenir e reprimir as infrações de trânsito e prestar informações sobre as condições das estradas e roteiros.

A polícia rodoviária também fará abordagens a veículos nos postos e em situações suspeitas. O reforço no trabalho policial acontecerá nas CEs 040, 085, 060 e 065, além das vias que passam por Fortaleza. A região do litoral cearense também terá a presença de policiamento intensificada.
Fonte: G1/CE

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

NO APAGAR DAS LUZES: Prefeitura de Lavras da Mangabeira tira UBS do Além Rio para Construir em Quitaiús

No apagar das luzes de 2017, a Prefeitura Municipal de Lavras da Mangabeira-CE acaba de lançar edital para a Construção de uma Unidade Básica de Saúde – UBS em Quitaiús.
Acontece que a construção dessa UBS tinha destinação para o Bairro Além Rio – Sede do Município de Lavras da Mangabeira, recurso esse, garantido ainda no Governo do Ex-Prefeito Dr. Tavinho junto ao Deputado Federal Antônio Balhman.
Meses atrás, foi levantada na Câmara Municipal lavrense essa possibilidade que de pronto foi descartada pelos vereadores que compõem a base da gestão naquela casa legislativa.

O governo municipal em Lavras/CE comandado pelo PMDB, aguardou a eleição da nova mesa diretora da casa legislativa lavrense temendo represálias e ainda aproveitou a oportunidade que a Câmara Municipal encontra-se em recesso parlamentar para lançar edital de licitação desta obra que deve ocorrer no próximo dia 04 de janeiro.
Moradores do Bairro Além Rio estão furiosos com o Governo Municipal e prometeram dar a resposta a esse descaso nas urnas em 2018. 



quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

ALIANÇA POLÍTICA: Camilo " Tem que ter o Aval dos FGs"

Camilo Santana - Roberto Claudio - Ciro Gomes - Cid Gomes
De tanto insistirem com perguntas ligadas a uma possível aliança política entre Camilo Santana e o Senador Eunício Oliveira, o governador cearense foi curto e seco “qualquer aliança política para as eleições de 2018 dependerá das conversas com meus aliados e aval dos ex-governadores Cid e Ciro Gomes”.

Camilo concedeu entrevista, nesta quarta-feira (27/12), à Tribuna Band News FM.

O governador fez um balanço de sua gestão. Camilo rebolou um iceberg em quem acreditava na consumação de uma aliança com o Presidente do Senado Eunício Oliveira. O governador ainda garantiu que sua relação com o Eunício é meramente “institucional”.

Como não existe por parte dos FGs aceno para tal aliança, Eunício agora deverá pegar o rumo da oposição e brigar por uma das vagas ao senado da república. O caminho não está nada fácil. 

Camilo "demitiria Ministro": Governadores do Nordeste condenaram chantagem de Marun

Os governadores do Nordeste vem manifestar profunda estranheza com declarações atribuídas ao Sr. Carlos Marun, ministro de articulação política. 

Segundo ele, a prática de atos jurídicos por parte da União seria condicionada a posições políticas dos governadores. 

Protestamos publicamente contra essa declaração e contra essa possibilidade, e não hesitaremos em promover a responsabilidade política e jurídica dos agentes públicos envolvidos, caso a ameaça se confirme. 

Vivemos em uma Federação, cláusula pétrea da Constituição, não se admitindo atos arbitrários para extrair alinhamentos políticos, algo possível somente na vigência de ditaduras cruéis. Esperamos que o presidente Michel Temer reoriente os seus auxiliares, a fim de coibir práticas inconstitucionais e criminosas.

Fonte: Conversa Afiada

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

BODAS DE PRATA SACERDOTAL - Comunidade Católica reverencia Pe. Evaldo pelos 25 Anos de Sacerdócio

Com Júbilo e Alegria acontece hoje comemorações do Jubileu Sacerdotal de Prata do Padre Benedito Evaldo Alves, pároco da Paróquia de São Vicente Ferrer em Lavras da Mangabeira-CE.

Neste dia 26 de Dezembro, os paroquianos de São Vicente Ferrer celebram com gratidão a vida Sacerdotal do Pe. Evaldo. 

Toda comunidade católica é convidada a participar desse momento, com início na celebração da Santa Missa em Ação de Graças, que tem início previsto para as 18 horas na Igreja Matriz de São Vicente Ferrer, em Lavras da Mangabeira-CE.

Acompanhe também, via Facebook, pela fan page da PASCOM, a partir das 18h dia dia 26/12, acessando o link: https://www.facebook.com/PascomLavras/

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Após Estado liberar 13º Mauro Filho confirma antecipação de pagamento de dezembro para o dia 31

Os servidores públicos estaduais receberam nesta sexta-feira (22), a segunda parcela do 13º salário. A primeira parcela do benefício dos servidores estaduais cearenses foi paga em 6 de julho deste ano.
De acordo com o secretário da Fazenda, Mauro Benevides Filho, o pagamento do 13º salário girou em torno de R$ 400 milhões. O secretário informou ainda que o pagamento da folha de dezembro será antecipado para o dia 31, último dia do ano. 
Os salários dos 160 mil servidores públicos, entre ativos, inativos e pensionistas, neste final de ano representa uma injeção de cerca de R$ 2 bilhões na economia cearense, incluindo o pagamento de novembro, dezembro e 13º salário. 
Neste ano de 2017, o Ceará foi considerado o campeão em equilíbrio fiscal e investimentos públicos entre todos os estados do país.
Segundo publicação sobre conjuntura econômica divulgada pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), o Estado tem a melhor situação na relação entre Receita Corrente Líquida e quatro variáveis: investimentos, caixa, gasto com pessoal e endividamento.

O pagamento em dia mantém o Ceará numa situação privilegiada diante da grave crise fiscal que atinge a maioria dos estados brasileiros. Até o momento, servidores de pelo menos cinco estados estão sem previsão para o recebimento do décimo.

Camilo admite intensificar conversas para fechar chapa

Embora reconheça que Saúde e Segurança representam gargalos à gestão atualmente, o governador Camilo Santana destaca ações nas duas áreas e afirma que trabalha para manter o Estado equilibrado no ano que vem                            Foto: José Leomar
Governador, como é enfrentar uma eleição com a política e os políticos numa situação até degradante?
Eu acho que nós estamos vivendo um momento, no Brasil, que precisa servir de exemplo para que a gente possa construir uma política que as pessoas compreendam como papel de transformar, de uma visão republicana, de cuidar das pessoas, de cuidar dos estados. Infelizmente, há uma descrença muito grande, por tanta coisa ruim que as pessoas têm observado na política. Na política e no País como um todo, né? Então, é preciso ter uma reforma política no País. Eu fico impressionado como é que, diante de tudo que aconteceu nos últimos anos, a gente não conseguiu produzir uma reforma política nesse País. Nós vamos passar numa eleição praticamente nos mesmos moldes das eleições anteriores. (A reforma) Mudou pouquíssimas coisas, então acho que o Brasil precisa ter mais compreensão da necessidade de se fazer uma reforma política. Nós temos 40 partidos! Isso não existe! As pessoas criam partidos, hoje, para fazer negócios, para cobrar espaço, para barganhar. É preciso a compreensão da necessidade de fazer uma reforma política profunda nesse País, não uma reforma política de faz-de-conta. O que vou procurar fazer nas próximas eleições é mostrar o que o Estado tem feito, os avanços que o Estado vem procurando fazer, que os compromissos que assumimos estamos cumprindo, o que nós desejamos para o futuro do Ceará. E fazer um debate franco, tranquilo, em relação à necessidade de, cada vez mais, construir uma política mais franca, mais transparente, mais séria, mais republicana, uma gestão pública mais eficiente. Acho que isso deve prevalecer no debate no ano que vem.
Penso que as grandes cobranças do eleitorado, dos próprios adversários do senhor, vão estar nas áreas da Saúde e da Segurança, levando-se em consideração que o Estado fez o seu dever de casa e estamos relativamente bem na área de Educação. Então, nós temos Saúde e Segurança, os dois em situações muito ruins.
Não considero a Saúde ruim. E isso não sou eu que estou dizendo, não. (É) O relatório do Banco Interamericano. Não estou dizendo que o Ceará tem o maior sistema de saúde pública do País. O problema é que está bom? Não. Precisamos melhorar? Precisamos. Muito. Mas tivemos muitos avanços no Ceará. Nós não tínhamos uma policlínica, hoje temos 21 funcionando. Nenhuma! Nós não tínhamos nenhuma UPA. Hoje temos 29 funcionando. Não tínhamos nenhum Centro de Especialidades Odontológicas, para as pessoas fazerem tratamento dentário, e temos 19. Nós não tínhamos nenhum hospital no Interior e temos três funcionando hoje. Nós não tínhamos o SAMU; hoje, quase 70% dos municípios têm o SAMU. Nós somos o único estado do Brasil que tem uma aeronave UTI 24 horas para salvar vidas. Você sabe quanto custa uma aeronave dessa para salvar uma pessoa lá em Itapipoca? R$ 30 mil, R$ 40 mil, se for contratar privado. O Estado tem público, de graça para a população. Muitas vezes, a mídia só gosta de mostrar as coisas ruins. E por que não mostra a quantidade de vidas que nós salvamos? Então, dizer que está bom, não estou dizendo que está o melhor dos mundos, mas que nós tivemos avanços importantes, tivemos.
E a Segurança?
A Segurança é uma questão que nós vivemos uma epidemia no Brasil. Não estou jogando responsabilidade para ninguém, mas o governo federal é omisso nessa área. Nós não temos um plano nacional para isso, não temos uma meta. Para você ter uma ideia, três anos de governo eu vou completar agora e não recebi um centavo do governo federal para a Secretaria de Segurança Pública. Um centavo! Todos os investimentos que o Estado tem feito são de recursos próprios do Estado. A violência, hoje, é uma briga por um negócio ilícito, que é o tráfico de drogas, que se espalhou pelo Brasil inteiro, e a responsabilidade por proteger as nossas fronteiras é da União, é do governo federal. O governo federal fez foi reduzir a quantidade de efetivos nas fronteiras do Brasil, então não há uma estratégia. Eu não posso nem legislar sobre isso, quem tem que legislar é o Congresso Nacional, então o que cabe ao Estado fazer? Aumentar o efetivo? Estamos aumentando. Aumentar viaturas? Estamos aumentando. Aumentar equipamento, monitoramento eletrônico? Compramos duas aeronaves novas, valorizando o profissional, trabalhando com inteligência, operações, parceria, pactuação. Chamei o Poder Judiciário, a Polícia Federal, todos para sentar à mesa, porque essa é uma questão que não é só da Polícia, (também é) trabalhar a prevenção com areninhas, com campinhos, com a escola de tempo integral, com a Educação. Nós temos um plano. O Ceará é o único estado do Brasil que tem um plano escrito, com metas, com objetivos. Foi buscar o que há de melhor no Brasil para isso, e nós precisamos ser muito claros com a sociedade, não fazer o discurso fácil da oposição, que essa é a minha crítica. Acho que a oposição sempre tem que existir, fazer a crítica construtiva, mas qual é a sugestão da oposição em relação à Segurança? O que ela sugere que eu ainda não fiz em relação ao Ceará? É preciso ser sincero com a população. Nós estamos pagando um preço muito caro hoje pelo País não ter tido uma política no passado, não ter prevenido os nossos jovens de estar hoje nas ruas ou nas drogas, então nós estamos construindo os passos. Não tenho dúvida disso. Nós vamos fazer do Ceará um estado modelo nessa área, agora isso não acontece do dia para a noite.
Governador, no ano passado, nesse mesmo espaço, falando de política, nós comentamos as dificuldades experimentadas pelo PT. Elas mudaram? O senhor vai para a campanha defendendo o PT? 
O partido, hoje, se você for analisar, as pessoas estão olhando muito mais as pessoas do que os partidos. Considero que o PT teve políticas, com o presidente Lula, muito importantes para a população. O Lula, hoje, tem um reconhecimento do Nordeste brasileiro e do País. Está disparado aí nas pesquisas por conta de olhar para os mais pobres, então foi um partido que sempre olhou para as pessoas que mais precisam, para as políticas públicas que acolhessem as pessoas mais pobres, que olhou para a Educação. Eu olho para o Ceará e nós tínhamos três institutos federais de educação. Nós vamos chegar agora a 31. Um presidente que nunca se formou foi o presidente que mais criou universidades e institutos federais no País. Quem devia ter feito isso era o sociólogo, com doutorado lá, que naquela época foi presidente. Tem muita coisa boa, tem muita gente que não conseguia nem comer direito no Nordeste brasileiro e passou a ter três refeições, e tem erros também que precisam ser corrigidos, superados. Esse é um debate que precisa ser feito.
Recentemente, declarações do senhor admitiam até a possibilidade de o ex-presidente Lula não ser candidato. Até chegou a falar em Ciro e Haddad. Hoje, o senhor ainda alimenta essa ideia de que o Lula poderá não ser candidato ou ele será candidato? E nesse quadro, como é que fica a relação do senhor tendo o Ciro aqui no seu palanque, e o Lula também no palanque?
Primeiro, vamos aguardar os candidatos, porque ainda estamos em 2017 e, em 2018, nós ainda vamos discutir a eleição e a política. Mas quando disse isso, é porque parto do princípio de que é preciso renovação na política. Para mim, o Lula foi um dos maiores presidentes desse País, não merece e nem merecia estar passando o que está passando. Então, esse é um aspecto, e se cometeu erro precisa ser punido. Qualquer pessoa que cometeu erro precisa ser punida. Mas quando fiz aquela declaração, parto do princípio de que é preciso renovar os quadros da política, é preciso colocar pessoas novas, então a minha fala foi essa. E o próprio PT tem nomes muito bons nesse País. Nós temos o grande nome do Ciro Gomes também, que é pré-candidato, uma pessoa que é meu amigo, meu parceiro, mas vamos aguardar 2018, para saber como vai se comportar o quadro político e a gente poder fazer as definições de como vai se dar o quadro de 2018.
2018 é amanhã. O senhor vai dar os primeiros passos para definir a sua chapa, as suas alianças, a partir de quando? Antes ou depois do Carnaval?
Não, só no prazo eleitoral.
Mas no prazo eleitoral…
É junho, julho (risos).
Governador, o prazo eleitoral quem faz é o político. Todo dia ele faz campanha. O governador, quando vai inaugurar uma obra, recebe correligionários, que estão batendo palma, e isso é natural, normal, então o prazo da política quem faz é o candidato. Nós temos um calendário eleitoral que diz até quando se pode fazer as convenções para homologar as candidaturas e registrar os candidatos.
Isso, vamos cumprir os prazos eleitorais (risos).
Não tem prazo eleitoral para o candidato ou para os candidatos se articularem na formação das suas alianças…
Não, nós vamos começar a conversar. Você não imagina, se coloque um pouco no meu lugar. Eu nunca imaginei estar num momento tão conturbado, pegar uma crise política, seis anos de seca, uma crise econômica pesada. A minha energia tem sido muito voltada para isso. É planejamento, é reunião, é buscar alternativa, usar a criatividade para superar a crise. Esse tem sido o meu foco e vou continuar em 2018. Agora, vou começar também a conversar com os partidos, para saber quais serão os rumos que nós vamos tomar em 2018. Quais são os partidos que vão estar na nossa base, na nossa aliança, então vamos intensificar (conversas). Minha prioridade continuará sendo administrar o Estado do Ceará, que é a minha responsabilidade, mas vamos intensificar, vamos começar a discutir o processo eleitoral de 2018.
2017 foi um ano muito difícil para a economia nacional, para as administrações públicas nos estados nem se fala, mas o Estado do Ceará deu um exemplo para o País, pagou as suas contas em dia. Agora temos 2018, que é um ano de eleição. O que será dele?
2017 foi mais um ano com grandes desafios, como você disse, na economia brasileira, na política, e acho que, com muito trabalho, com muita pactuação, com uma equipe muito bem sintonizada, nós conseguimos atravessar 2017 mantendo o Estado equilibrado, mantendo o Estado com suas contas em dia, fazendo isso não só com servidores, mas com fornecedores. Demos aumento a servidores de várias categorias, fizemos vários concursos públicos. Mas o mais importante que acho dessa parte da gestão é a capacidade que o Estado teve de investir. Em 2016, nós fomos o Estado que mais fez investimento público dos estados da federação e, agora em 2017, não sei como vai ser o comportamento dos outros estados, mas nós vamos investir, nesse ano, mais do que investimos nominalmente em 2016. E é o que a população nos cobra: investimento em novas estradas, em novas unidades de saúde, escolas, segurança, contratação de pessoal, viaturas, investimento na área da Saúde, enfim, então isso para mim é o mais importante. Todo o ajuste e equilíbrio fiscal que a gente faz na gestão é para garantir que haja um aumento de investimentos para o Estado. E nós estamos preparados para 2018. Fizemos todo o dever de casa, como a gente diz, para entrar em 2018. Se a economia se mantiver como agora, o último PIB do trimestre foi positivo e foi quase o dobro do Brasil, o do Ceará. Nós estamos com seis meses de taxa positiva de emprego no Ceará. Se mantiver nesse ritmo, acredito que 2018 será um ano ainda melhor do ponto de vista de investimentos para o Estado. A grande preocupação, hoje, é a questão hídrica. Como vai se comportar o inverno agora em 2018 e a conclusão da Transposição, que é o grande problema da nossa segurança hídrica do Estado. Então, se chover ou se a Transposição chegar no prazo realmente previsto, até março, a nossa tranquilidade, do ponto de vista para o Estado, é muito boa.
Governador, 2018 é um ano de eleição, e em ano de eleição os governantes sofrem muitas pressões para atender pleitos de servidores públicos, construir obras que as comunidades reclamam há muito tempo, e isso dificulta a gestão. O senhor disse que em 2018 está preparado para isso, mas para essas condições de disputa eleitoral?
Nós estamos fazendo todo um planejamento. O Orçamento (de 2018) foi aprovado agora, na Assembleia, com um conjunto de políticas que o Estado vem planejando fazer. Vou dar um exemplo: cada ano que passa, a gente tem investido cada vez mais na área de Saúde, que é o grande gargalo, é a grande cobrança da população. Para você ter uma ideia, talvez a gente chegue ao final desse ano com mais de R$ 200 milhões a mais de custeio da Saúde, se comparado ao ano passado. Eu já aumentei, de 2015 a 2016, R$ 230 milhões, mas uma angústia muito forte minha é a fila de pessoas aguardando uma cirurgia. Temos hoje algo em torno de 15 mil a 18 mil pessoas no Ceará aguardando para fazer uma cirurgia. Nós aprovamos, na semana passada, uma lei na Assembleia que me autoriza fazer um edital para convocar a iniciativa privada, os hospitais privados, para a gente atender essa população que esteja na fila. Eu já estou com o dinheiro reservado para isso, quero ainda lançar esse ano o edital e, com isso, ver se a gente zera essa fila de cirurgia a partir de janeiro de 2018. Essa era uma das coisas que eu vinha tentando planejar, mas com a demanda dos meus equipamentos de Saúde cada vez maiores – porque quando se está numa crise, a população demanda mais do serviço público de saúde –, isso aumenta mais a demanda, e isso requer mais recursos do Estado.
Fonte: Blog do Edison Silva

Governador Camilo Santana - FELIZ NATAL


NATAL INDESEJADO: Caciques do Senado na mira da Lava Jato terão reeleição difícil

Com o encerramento dos mandatos de dois terços dos senadores, os principais caciques do Senado vão às urnas em 2018 em um cenário adverso: terão de explicar ao eleitor as acusações das quais são alvo, propor saídas para a crise política e enfrentar menor disponibilidade de recursos para financiamento de suas campanhas.

Dos 54 senadores cujos mandatos chegam ao fim, 21 respondem a investigações no STF em ações da Lava Jato ou desdobramentos.

Neste quadro, estão nomes de destaque na Casa como Renan Calheiros (MDB-AL), Romero Jucá (MDB-RR), Aécio Neves (PSDB-MG) e o Presidente Eunício Oliveira (MDB-CE). Será a primeira eleição geral após o STF ter proibido o financiamento empresarial, em 2015, e depois de a classe política ter sido atingida pela Lava Jato.


De olho nas urnas, Eunício tem se voltado a agendas com o governador Camilo Santana (PT), no interior do Ceará. Ao lado de Santana, seu adversário nas eleições de 2014, ele tem reforçado que ajudou a levar obras importantes para a região, como a transposição do rio São Francisco.

Empresário com patrimônio de R$ 99 milhões declarado à Justiça eleitoral, Eunício não deve ter dificuldade em custear sua campanha. O peemedebista afirma que as novas regras trouxeram mais equilíbrio entre os candidatos. "Antes o céu era o limite, o autofinanciamento poderia ser de R$ 1 bilhão, 1 trilhão ou um tostão. Nós botamos o teto. O que aconteceu foi uma evolução."

Sobre as acusações existentes contra ele na Lava Jato, Eunício diz que ficou "chateado" e que as suspeitas não têm fundamento. Ele é acusado de ter vendido medida provisória



Segundo ele, a delação é infundada. "Tenho convicção de que vai ser arquivado. Eu tenho apenas inquérito, não denúncia."
Fonte: Folha UOL

domingo, 24 de dezembro de 2017

Imprensa de Manaus aponta Lavrense da Vila Patos como Destaque do Ano na Política da Capital do Amazonas em 2017

Os profissionais de imprensa que cobrem os trabalhos legislativos na Câmara de Vereadores de Manaus - Capital do Amazonas,  apontam os que melhor se destacaram nesse ano de 2017, dentre os quais está um lavrense, Vereador Sassá da Construção Civil (PT).

Vereador Sassá da Construção Civil (PT)

Também aparecem na lista dos destaques, a vereadora Joana D'arc (PR), vereador Gedeão Amorim (PMDB) e vereador Chico Preto (PMN). 
O Vereador Sassá da Construção Civil (PT) por seu desempenho no ano se projetou quando apresentou: 14 Projetos de Lei, 01 Projeto de Resolução, 03 Emendas Orçamentárias, 26 Indicações,  293 Requerimentos e 48 oficios encaminhado devidamente aos órgãos do município.  É do lavrense autoria da Lei que consagra ao Trabalhador da construção Civil o Dia 12 de Julho, em Manaus como o dia da categoria. 


Os jornalistas e repórteres que acompanham o dia a dia da Casa das Leis, apontam ainda o vereador Sassá, de primeiro mandato, é uma das gratas surpresa no Legislativo Municipal de Manaus.

sábado, 23 de dezembro de 2017

LAVRAS/CE com Dinheiro: Governo libera mais R$ 1,2 bilhão para gastos sociais de prefeituras

‘Conseguimos zerar os passivos’, afirma o ministro do desenvolvimento social e agrário, Osmar Terra  Foto: André Dusek/Estadão
O governo federal liberou R$ 2,8 bilhões para todas as prefeituras brasileiras neste ano para o custeio de atividades na área de assistência social, como o financiamento das unidades de acolhimento. Só nesta semana, depois da liberação de recursos que estavam bloqueados no Orçamento, foram repassados R$ 1,2 bilhão
Segundo o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, o repasse da assistência social em 2017 para os municípios brasileiros alcançou o patamar mais alto da série histórica iniciada em 2011. “Conseguimos zerar os passivos deixados pela gestão anterior. Vamos entrar 2018 com as contas em dia.”
Os recursos repassados aos municípios esta semana não compõem as negociações paralelas que o Planalto fez com os prefeitos para a aprovação da reforma da Previdência. O presidente Temer prometeu, no meio dessas negociações, ampliar os investimentos nos municípios em R$ 3 bilhões para o 2018, além de um auxílio financeiro de R$ 2 bilhões ainda em 2017.
Fonte: estadão


Oposição em Lavras Solicita Benefício Social e Governo garante Cartão Mais Infância para o Município

O Grupo Político ligado ao Governo do Estado em Lavras da Mangabeira, portanto, oposição ao atual governo municipal local, solicitou junto ao Governador Camilo Santana e a Primeira Dama Onélia Santana o Cartão Mais Infância para Lavras.
Secretário Fernando Santana
O Cartão beneficiará famílias humildes com um auxílio mensal de R$ 85,00, pago pelo Governo do Ceará. Além de receberem o benefício, as famílias serão acompanhadas por equipes de saúde da família e da assistência social e terão prioridades às políticas públicas nas áreas de habitação, segurança alimentar, saúde, educação e inclusão produtiva.
O Secretário Fernando Santana, confirmou ao grupo que o pedido feito ao Governo do Ceará já foi atendido e Lavras da Mangabeira também foi contemplada com 313 famílias participando do programa.

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

NATAL QUE ENCANTA....O SHOW

LOTAÇÃO: Parque do Povo (Lavras da Mangabeira) 
Uma verdadeira multidão invadiu o Parque do Povo em Lavras da Mangabeira na tarde/noite desta sexta-feira (22/12) para se divertir no NATAL QUE ENCANTA...com a presença do Papai Noel e Patati Patata.


Papai Noel



Patati e Patata
O evento que contou com a presença do Secretário 
Fernando Santana, do Ex-Prefeito Carlos de Olavo, do Vereador Flavio Torquato, do Empresário Ronaldo da Madeireira dentre outros, foi organizado pela Associação Sócio Cultural Filhos do Boqueirão.


Secretário Fernando Santana


Polícia civil liberta 11 pessoas que eram assaltadas e mantidas em cativeiro no matagal

Um verdadeiro arrastão ocorreu ontem por volta das 11:30 da manhã, no sítio Canhobas, distante cerca de 30 quilômetros da sede de Icó. Uma quadrilha armada e encapuzada, abordava as vitimas que trafegavam de motos e carros e as levava para o matagal, as margens da estrada, e ficavam em um cativeiro sendo assaltadas.
Uma das vítimas, José Lindomar Pereira, 43 anos, conhecido por mar, trafegava do sítio Nova Vida, distrito de Santa Cruz, conduzindo uma criança doente de 11 anos com o seu primo, conduzindo um crossfox, quando foram arrebatados e levados para o matagal e obrigados a ficarem deitados. De José Lindomar, a quadrilha subtraiu dois celulares e dinheiro. As vítimas ficaram até as 14:30 sob a mira de armas e ameaças.
A todo instante uma nova vítima era levada para o cativeiro. Os criminosos atacaram até o motorista de um Pipa que foi obrigado a entrar com o caminhão na mata. Mulheres também foram assaltadas. O delegado regional de polícia civil de Icó, Erlon Leite Fernandes dos Reis ao tomar conhecimento do caso, se deslocou até o sítio Canhobas com os inspetores Júnior Pernambucano, Araruna, Rafael e o escrivão Cristiano. Quando os policiais se aproximaram do cativeiro, a quadrilha libertou os reféns e se embrenhou no matagal. Ocorreu uma troca de tiros e um dos assaltantes acabou preso.
Kaio Ferreira da Silva, de 18 anos, residente na rua 13 de Maio, no conjunto Josefa Campos Monteiro. Com ele os policiais civis encontraram uma espingarda artesanal calibre 36, com 3 munições, sendo duas intactas, relógios, celulares, dinheiro e uma aliança, dentre outros pertences das vítimas. Seus comparsas desapareceram com os outros pertences das 11 vítimas. Kaio Ferreira foi autuado em flagrante pelo delegado Erlon Leite, por assalto majorado, uso de arma de fogo, com atuação de dois ou mais comparsas e restrição de liberdade das vítimas.
Kaio confessou pelo menos quatro assaltos, sendo um contra um mercantil no distrito de Lima Campos, outro em um mercantil do sítio Varzinha e dois na localidade de 3 Bodegas. Seus comparsas já foram identificados pela polícia. O delegado Erlon Leite disse que o número de vítimas poderia ultrapassar 11, pois a quadrilha estava disposta a atacar ônibus que trafegam da sede de Icó para zona rural. A polícia apreendeu duas motos utilizadas pela quadrilha que serão periciadas.
Fonte: Repórter Richard Lopes

EFEITO DO GOLPE: PMDB foi o partido que mais perdeu filiados - PSOL ganha 25 mil filiados em um ano

Com um aumento de 20% nos seus quadros em 2017, o PSOL chegou ao fim do ano com quase 25 mil filiados a mais do que começou. A alta no número de integrantes foi a maior dentre as 35 legendas registradas no país, segundo dados do sistema do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).
Mas no ranking de membros filiados, a legenda, criada em 2005 a partir de uma dissidência do PT, ainda ocupa a 25º posição –é a 11ª menor. Até o fim de novembro, contava com 147.220 pessoas -menos de 10% dos atuais 1.585.958 petistas.
A legenda aguarda ainda a definição de Guilherme Boulos, coordenador do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), convidado para se filiar ao PSOL e ser lançado na disputa pela Presidência da República.
Segundo o presidente nacional da sigla, Luiz Araújo, relata que a sigla tem até o início de março do ano que vem para bater o martelo sobre o candidato, mas que prefere que a decisão seja tomada o quanto antes.
Além do PSOL, outros 17 partidos tiveram saldo na comparação entre novembro e o mesmo mês do ano passado:
  • PRTB: 447 filiados a mais
  • Podemos (ex-PTN): 656 a mais
  • PSC: 826 a mais
  • PSL: 1.382 a mais
  • PP: 1.930 a mais
  • PROS: 2.042 a mais
  • PMB: 2.153 a mais
  • PEN: 2.738 a mais
  • PCdoB: 2.807 a mais
  • Rede: 3.015 a mais
  • PDT: 4.592 a mais
  • Novo: 5.021 a mais
  • PRB: 5.656 a mais
  • PSB: 6.213 a mais
  • PSD: 6.266 a mais
  • PSDB: 9.994 a mais
  • Solidariedade: 19.167 a mais
No mesmo período, 17 legendas tiveram saldo negativo nesse período. O PMDB foi o que mais perdeu filiados (4.922), redução de 0,2% nos seus quadros.

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Professores não recebem 13º Salário e Educação em Lavras da Mangabeira é mais uma vez posta de lado

Terminou nesta quarta-feira (20) o prazo para o pagamento do 13º salário de 2017 e os profissionais da educação do município de Lavras da Mangabeira estão P da Vida com atual gestão municipal.
Algumas secretarias municipais receberam na tarde de ontem o 13º salário ficando os professores a se questionar do porque mais uma vez a categoria é colocada de lado.
Muitos profissionais foram as redes sociais cobrar uma ação mais enérgica do sindicato local quanto ao pagamento que findou o prazo no dia de ontem segundo o Ministério do Trabalho.

Alguns professores inclusive imputaram aos baixos índices de ensino aprendizagem no município ao desprezo dado pela gestão a educação local que havia se recuperado na gestão do prefeito Dr. Tavinho saindo da colocação 182 caindo para a 30 posição e em apenas 12 meses os índices despencaram e a educação voltou ao patamar dos oito anos da gestão do PMDB voltando a posição de 147.

Ainda não se sabe quando será mesmo o pagamento do decimo terceiro salários aos professores. Segundo informações extra-oficiais, isso só deve acontecer em 2018, dias 02 ou 03 de Janeiro.


Pesquisa para o Senado aponta Capitão Wagner(PR) superando Eunício Oliveira (PMDB)

Capitão Wagner (PR)
Se eleições fossem hoje, Eunício não seria reeleito senador. 
O presidente do Senado Eunício Oliveira (PMDB) vai ter que suar muito a camisa para manter uma das duas cadeiras do Ceará no ano que vem. É o que mostra uma pesquisa exclusiva do instituto Paraná.

Cid Gomes (PDT)
Quem lidera as intenções de voto no estado é Cid Gomes (PDT), preferência de 48,2% da população. Em seguida, Capitão Wagner (PR) aparece com 41,9%.
Na terceira colocação e, portanto, fora da zona de classificação, Eunício Oliveira (PMDB), com 20,9% das intenções de votos. No segundo cenário, a mudança é mínima e as posições se mantém.
Eunício Oliveira (PMDB)

Governo do Estado inaugura Centro de Rendeiras em Aquiraz

O governador Camilo Santana e a primeira-dama do Ceará, Onélia Santana,inauguram nessa quinta-feira (21), o Centro de Rendeiras Luíza Távora, na Prainha, em Aquiraz. O investimento do Governo do Estado, através da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), na construção do equipamento, que possui 38 boxes, é de R$ 1.680.000,00.
Na inauguração será realizado um desfile com roupas produzidas pelas rendeiras do Centro. Elas trabalham tradicionalmente com a renda de bilro, mas os cearenses e turistas também vão encontrar produtos com renda filé, bordado à mão, bordado ponto cruz e labirinto.”O Centro de Rendeiras da Prainha estará em pleno funcionamento na inauguração. Convido cearenses e turistas para que participem desse momento tão importante para os nossos artesãos e aproveitem a oportunidade para adquirir o legítimo artesanato cearense”, disse a primeira-dama Onélia.
O processo de implementação do Centro de Rendeiras recebeu assessoria do Governo do Ceará, por meio da Central de Artesanato do Ceará (Ceart) tanto para revisão de regimento e regulamento como para melhoria da qualidade da produção artesanal com foco no Selo Ceart (Certificação da Autenticidade dos Produtos Artesanais e de Reconhecimento das Obras de Arte Popular Cearenses). O projeto do Centro de Rendeiras da Prainha é dos arquitetos Antenor Coelho e Rafaele Cavalcante. Em parceria com a Prefeitura de Aquiraz, o Centro das Rendeiras também vai dispor de balcão de informações turísticas.

Capacitação
Produtos de renda de bilro fazem parte da nova coleção, lançada em novembro pela Ceart, que está disponível para venda no Centro de Rendeiras, a partir da inauguração, e na loja matriz, na Praça Luíza Távora, em Fortaleza. Eles são fruto de capacitação realizada pelo Governo do Ceará, por meio da Ceart, com as rendeiras que comercializarão no Centro de Rendeiras da Prainha.
A capacitação tem o objetivo de diversificar os produtos vendidos pelas rendeiras. A coleção Laços do Mar homenageia o litoral cearense. O intuito é fomentar as vendas do novo centro e das lojas Ceart. A coleção engloba produtos de renda de bilro como jogo americano, guardanapo, sousplat, caminho de mesa e almofada.