domingo, 21 de agosto de 2016

OBRAS EM QUITAIUS: Comunidade recebe atenção dos Governos Estadual e Municipal

A comunidade de Quitaiús tem recebido nesse segundo semestre de 2016 atenção dos Governos Estadual e Municipal. Na esfera estadual, a exemplo de Amaniutuba e Iborepi, o distrito que tem deficiência quanto a telefonia móvel (celular) receberá também o sinal da VIVO.
Construção do Prédio para Instalação da Torre e Antena da VIVO
Para isso, os trabalhos de fundação para a instalação da torre e antena da operadora já está em andamento.
Construção do Prédio para Instalação da Torre e Antena da VIVO
O Governo do Ceara espera que os sinais estejam ja a disposição das comunidades ainda este ano. Camilo Santana, deverá estar em Lavras da Mangabeira para a inauguração dos sistemas.

Já na esfera municipal, o Governo de Lavras, em parceria com o Governo Estadual fez a pavimentação asfáltica em várias ruas de Quitaiús.
Praça Pe.Cicero (Centro de Quitaiús)
As praças do distrito (Matriz de Nossa Senhora do Rosário e a Praça Pe. Cícero) também são alvo de reformas. 
Praça Pe.Cicero (Centro de Quitaiús)

A Ppraça Pe.Cícero será totalmente reconstruída, uma reivindicação antiga da comunidade.

Tiro no Pé: Temer tira verba de Camilo e dá força a Eunício

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (21):
Ao velho estilo das raposices bem típicas do velho PMDB, Michel Temer desviou (por enquanto, sem duplo sentido) para o Dnocs a grana que ia direto para os governadores tocarem obras contra a seca.
A pedalada política causou embate entre Camilo Santana e Eunício Oliveira (PMDB), que controla as nomeações no moribundo Dnocs.
É óbvio que a medida não foi inteligente do ponto de vista técnico. Escrevam: o conjunto de obras emergenciais vai atrasar.
O senador do PMDB pode até achar que a medida foi uma rasteira em seus inimigos políticos, mas pode virar um tiro no próprio pé. Se o Dnocs não for eficiente (e não será) no uso dos recursos, a situação será solenemente usada pela política contra Eunício Oliveira.

Datafolha: Em Fortaleza: Roberto Cláudio 27%, Capitão Wagner 20%, Luizianne 17%, Heitor 9%

A primeira pesquisa Datafolha publicada neste domingo pelo Jornal O Povo, dá demonstração do acirramento da campanha eleitoral neste ano em Fortaleza. Pelo menos três candidatos já aparecem na disputa voto a voto, com número aproximados. O atual prefeito Roberto Cláudio (PDT) lidera a disputa com com 27% das intenções de voto, seguido do deputado estadual Capitão Wagner (PR) com 20% e logo atrás aparece a ex-prefeita Luizianne Lins (PT) com 17%. 
A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, com isso o Capitão Wagner e Luizianne estão tecnicamente empatados.
Esse é o primeiro levantamento feito após a definição de candidatos e o início da campanha eleitoral.  Heitor Férrer (PSB) aparece na quarta colocação com 9%, e o deputado federal Ronaldo Martins, tem 4%.  Em seguida, o vereador João Alfredo (Psol) e Tin Gomes (PHS) receberam 1% das intenções de voto, cada. Já Francisco Gonzaga (PSTU) chegou a ser citado, mas não pontuou. Já 9% dos entrevistados disseram não saber em quem devem votar e 12% afirmaram que votarão em branco ou anularão seus votos.
Entre os três líderes, o Capitão Wagner tem menor rejeição, com 13% dos entrevistados dizendo que não votariam nele “de jeito nenhum”. Já Luizianne é a mais rejeitada, com 35% e Roberto Cláudio aparece 29%de rejeição. Tin Gomes tem 15%, Francisco Gonzaga 14%, João Alfredo 13% e Ronaldo Martins 11%. Houve 5% dos entrevistados que disseram não votar em nenhum dos candidatos na disputa.
Entre os três com mais intenções de voto, Wagner é o menos conhecido, pois 84% dos entrevistados conhecem o candidato. Roberto Cláudio e Luizianne, por sua vez são conhecidos, respectivamente, por 97% e 96% dos eleitores.
Na pesquisa espontânea, o prefeito lidera isolado, com 17% das menções. Luizianne Lins é citada por 6% dos eleitores e Capitão Wagner, 5%. Logo após, aparecem Heitor Férrer, com 3%, e Ronaldo Martins, com 1%. João Alfredo é citado, mas não chega a 1%. Por sua vez,  52% dizem não saber em quem devem votar.
A pesquisa foi realizadas nos dias 18 e 19, Foram ouvidos 800 eleitores. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) com número CE-03508/2016.

sábado, 20 de agosto de 2016

Revista mostra Ceará como exemplo em equilíbrio de contas

Mauro Filho - Secretário da Fazenda - CE
Em matéria assinada pela jornalista Mariana Segala, no Portal Exame, nesta sexta-feira, 19, o Estado do Ceará é apontado como exemplo quando o assunto é equilíbrio de contas. A publicação afirma que, enquanto ser pontual com os pagamentos, a mais fundamental das obrigações de um empregador, virou artigo de luxo para muitos governos estaduais, por aqui algumas categorias tiveram aumento salarial e ainda paga sem atraso.
A recessão econômica reduziu a arrecadação de impostos e, com isso, as receitas dos governos também. As transferências de recursos da União para os estados caíram 1,4% no primeiro semestre — período em que a inflação alcançou quase 4,5%. Foram cerca de 500 milhões de reais a menos para os cofres dos governos. Resultado: o grupo de estados que mantêm as contas minimamente equilibradas é cada vez mais restrito.
Conforme a matéria, no Ceará, a opção foi liberar reajustes apenas para algumas categorias — e de pouco em pouco. Os trabalhadores da educação, por exemplo, conseguiram um aumento de 7,8%. Os policiais e os funcionários da saúde também foram beneficiados, mas toda a administração ficou de fora. “Não atrasamos salários e pagamos metade do 13o dos servidores em julho”, diz Mauro Benevides Filho, secretário da Fazenda do estado, em entrevista à Exame.
Mas a eficiência de mecanismos de controle de gastos tem limite, já que certas despesas são obrigatórias. “Já cortei telefonia fixa, telefonia móvel, carro de representação, combustível, cargos comissionados. Tentamos redesenhar o tamanho da máquina, mas uma queda permanente das receitas pode, sim, nos comprometer”, diz o secretário.
Tão inevitável quanto a queda nas receitas está o aumento das despesas com previdência. No Ceará, o déficit anual do sistema é de cerca de 1,4 bilhão de reais. Significa que, além das contribuições dos servidores, o estado precisa reservar esse valor extra todo ano para pagar aposentadorias. No Espírito Santo, o déficit em 2015 beirou 1,6 bilhão de reais. Um levantamento realizado no início do ano por Marcelo Caetano, hoje secretário de Previdência do Ministério da Fazenda, indica que o déficit atuarial dos regimes previdenciários dos estados soma 2,4 trilhões de reais, ou cerca de 44% do PIB brasileiro.
Em alguns lugares, os governos começaram a se mexer. Em Rondônia, por exemplo, está em estudo a elevação da alíquota de contribuição dos servidores dos atuais 11% para 13%. “Temos a vantagem de ser um estado jovem, com pouco mais de 30 anos. Não temos déficit na Previdência, mas sabemos que teremos no futuro”, diz o secretário Freitas. No Ceará, uma lei de 2013 possibilitou a criação de um fundo de previdência complementar para os servidores, mas ele ainda não saiu do papel — agora, o governo pleiteia que os estados sejam autorizados a aderir ao Funpresp, fundo de Previdência dos funcionários públicos federais criado em 2013. Com informações da revista Exame.

“Chuva de santinhos” será coibida pelo TRE do Ceará

Candidatos com um grande número de “santinhos” no chão, nas proximidades das zonas eleitorais, no dia da votação, serão chamados para esclarecer sobre a “chuva” ocorrida na calada da madrugada.
O alerta é do promotor de Justiça Emanuel Girão, durante a palestra “Propaganda Eleitoral”, nessa sexta-feira (19), na Câmara Municipal de Fortaleza, no seminário que debateu as novas regras da Legislação Eleitoral, que passaram a ser colocadas em prática neste ano.

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Registro de VANDALISMO na UBS de Lavras Pode Ter Motivação Política

A Unidade Básica de Saúde (UBS) na Várzea da Benta em Lavras da Mangabeira, foi invadida no final da tarde desta quarta-feira (17/08) por desconhecidos, que praticaram atos de vandalismo no local. Os elementos quebraram um janela de vidro na lateral do prédio que da acesso ao gabinete odontológico. O expediente já havia sido encerrado, quando por volta das 17h40min, os vândalos utilizaram um tijolo para quebrar a janela. Segundo informou a Secretaria Municipal de Saúde, os vândalos não levaram nada, entraram nas salas, principalmente na farmácia da UBS e fizeram uma verdadeira bagunça.  

A Secretaria informou ainda que o ato foi notificado pelo Vigia que ao entrar de serviço as 18hs notou o vandalismo.



A UBS ainda não é dotada de câmeras de segurança, o que deverá ser implantado. 

Os moradores dos bairros, que precisam dos atendimentos oferecidos na UBS, lamentam o ocorrido. "Acho uma falta de responsabilidade dessas pessoas, pois isso aqui (a UBS) é uma coisa para o nosso bem", diz a emprega doméstica Lenir Ferreira, 40 anos. Ela ressalta que precisa muito da unidade, pois é hipertensa e diabética, por isso acaba sofrendo quando algo falta no local, por conta dessas atitudes criminosas. "É uma falta de ética das pessoas", considera. 

A auxiliar de limpeza Josefa Silva, 48, possui a mesma opinião. "Acho isso um absurdo, uma falta de consideração e respeito pelos moradores do bairro. Nós que saímos prejudicados e os funcionários também", opina. 

Um B.O. foi feito e a policia agora estará investigando o caso

Para alguns moradores da região, o vandalismo pode ter motivação política, o que é um pena.

A SMS acrescentou que o atendimento na UBS voltou à normalidade.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

LAVRAS/CE: Definição do tempo de Rádio dos candidatos à Prefeitura ocorre nesta Quinta

Prevista para ser anunciada nesta quarta-feira, a distribuição do tempo de rádio dos candidatos à Prefeitura de Lavras da Mangabeira só será informada na quinta-feira (18/08).
O atraso ocorreu em razão de uma atualização feita pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no sistema de candidaturas, o Divulgacand, diretamente ligado ao sistema de distribuição do horário eleitoral, HE. 
A reunião, definirá além da ordem dos programas que irão ao AR, também definirá qual a emissora será a geradora.
A propaganda eleitoral será exibida do período de 26 de agosto a 29 de setembro.